Domingo, 12 de Julho de 2009

Autor:  Stephenie Meyer

Edição/reimpressão: 2009
Editor: Edições Gailivro
ISBN: 9789895575886

 

Sinopse: 

Amares aquele que te matava, deixava-te sem outra opção. Como poderias fugir, como poderias lutar, se ao fazê-lo magoavas o teu amor? Se a tua vida era tudo o que tinhas para dar, como poderias recusá-la? A alguém que amavas verdadeiramente?

Para Bella Swan, o amor inelutável por um vampiro enreda-se de forma fantástica e terrível com uma realidade perigosamente opressiva. Impelida, num sentido, pela sua paixão intensa por Edward Cullen e, no outro, pela ligação profunda ao lobisomem Jacob Black, Bella enfrentou um ano tumultuoso de tentações, perdas e conflitos que agora a coloca perante um momento final e decisivo. A escolha eminente entre ingressar no mundo tenebroso, mas sedutor, dos imortais, ou prosseguir uma existência inteiramente humana é o fio do qual se suspendem os destinos dos dois clãs.

Agora que Bella já tomou uma decisão, uma cadeia perturbante de acontecimentos sem precedentes está prestes a desenrolar-se, com efeitos potencialmente devastadores e incomensuráveis. Quando os fragmentos corroídos da sua vida - inicialmente desvendada em Crepúsculo, e depois estilhaçada e dilacerada em Lua Nova e Eclipse - parecem prestes a sarar e a unir-se num todo, será que vão ser destruídos… para sempre?

Espantoso e capaz de cortar a respiração, Amanhecer é o final anunciado da Saga Luz e Escuridão, onde se desvendam os segredos e mistérios deste romance épico fascinante, que arrebatou milhões de leitores.

 

****

 

Este é o 4ª e último livro da Saga Luz e Escuridão. Não consegui esperar pelo lançamento e li uma tradução muito má do mesmo. Ainda assim, apesar da tradução, nada se perdeu.

 

Confesso que houve de momentos em que o surreal me arrancou verdadeiras gargalhadas e acabou com sabor a um: "é só isto"?

 

Mais uma vez Edward mostrou-se ele próprio, nas poucas e raras vezes em que entreviu, na verdade. Na minha opinião, Stephenie deu uma pincelada de uma cor completamente diferente nesta sua obra e, devo admitir que, na minha opinião, se há partes verdadeiramente interessantes, há outras que considero de uma pobreza palpável e de uma procura do sobrenatural que nem a catalogação de "fantasia"/"ficção" lhe encaixa. Acredito que houve um "desvio" :)

 

Mas tudo está bem, quando acaba bem...



publicado por ladybug às 01:11
mais sobre mim
Julho 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17

20
21
22
23
25

26
29
30
31


Whislist

Confissões ao Luar, Alice Hoffman
333, Pedro Sena-Lino

arquivos
2010

2009

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO