Terça-feira, 18 de Agosto de 2009

Sinopse:

Butch O'Neal is a fighter by nature. A hard living, ex-homicide cop, he's the only human ever to be allowed in the inner circle of the Black Dagger Brotherhood. And he wants to go even deeper into the vampire world- to engage in the turf war with the lessers. He's got nothing to lose. His heart belongs to a female vampire, an aristocratic beauty who's way out of his league. If he can't have her, then at least he can fight side by side with the Brothers...

Fate curses him with the very thing he wants. When Butch sacrifices himself to save a civilian vampire from the slayers, he falls prey to the darkest force in the war. Left for dead, found by a miracle, the Brotherhood calls on Marissa to bring him back, though even her love may not be enough to save him...

 

 

 

Da minha opinião:

Butch é um polícia humano que aparece no primeiro livro. Interessado na altura por Beth, seguiu-a até inevitavelmente ir parar à mansão onde vive a Irmandade. A alternativa seria ser morto, não fosse Vishous ter tido uma visão com ele. E uma vez "dentro", o mundo lá fora deixa de existir. Para Bush foi a melhor coisa que lhe aconteceu pois não tinha nada a perder e tudo a ganhar: com 37 anos, sem mulher nem filhos, há anos afastado irremediavelmente dos pais e dos irmãos, restava-lhe uma casa vazia, o sexo cru e a garrafa de whisky. 

 

Marissa, deslumbrante, delicada e elegante é a única fêmea de quem Wrath se alimentou até este conhecer Beth (ver primeiro livro). Tal como Bella (livro três), Marissa é uma vampira da alta aristocracia, de sangue o mais puro possível, irmã do prestigiado médico da civilização. Desde o primeiro livro que a paixão de Butch por Marissa é conhecida e, até este livro, nunca na verdade nos é dado a conhecer porque é que ela, em determinada altura, o rejeitou.

 

Quando Butch é torturado e amaldiçoado por Omega, Vishous faz tudo o que lhe é possível para o salvar. Vencido, reconhece que só a presença de Marissa ajudar a recuperar o amigo. Marissa não pensa duas vezes e, arriscando-se a ficar também contaminada, não larga a cabeceira de Butch. A perspectiva da relação entre Butch e Marissa não é, de todo, aprovada pelo irmão que desta, que a põe fora de casa. Marissa recorre ao primeiro sítio que lhe vem à cabeça: a mansão da Irmandade.

 

Marissa revela-se uma fêmea de coragem e inteligente. Bush acaba por se tornar um asset valioso da Irmandade para combater pela espécie. E a relevar: a relação de Vishous e Bush,  absolutamente adorável. E como não há coincidências, o final precipita-se pouco provável, mas inegavelmente um "had to be"... :)

 

Como sempre, um livro bem escrito, bem conduzido, bem concebido e com uma linguagem, diálogos e termos muito característicos.

 

Nesta altura, acredito que só é possível perceber determinadas relações quem efectivamente leu a saga.

 

Mais opiniões aqui, aqui e aqui.



publicado por ladybug às 00:46
Blog Widget by LinkWithin
mais sobre mim
Agosto 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
12
13
15

16
17
19
20
21
22

23
25
27
28
29

30
31


Whislist

Confissões ao Luar, Alice Hoffman
333, Pedro Sena-Lino

arquivos
2010

2009

pesquisar neste blog
 
blogs SAPO